equipe4
Gustavo Curado

Ator documentarista

Ator e teatro-educador.  Doutorando na Faculdade de Educação Fe/USP. Mestre em Artes Cênica pela ECA/USP (orientação Prof. Dr. Flávio Desgranges) e graduado em Artes Cênicas pela Faculdade Paulista de Artes. Foi professor do curso de improvisação e história do teatro ocidental da Incenna escola profissionalizante de teatro e televisão. E atualmente atua como professor de teatro dos Ensinos Fundamental e Médio de escolas humanistas como o Colégio Marupiara e do Colégio São Domingos. Atuou nos espetáculos: Soltando O Verbo de Zé Carlos de Andrade (direção de André Latorre); Mais quero Asno que me carregue que cavalo que me derrube, de Carlos Alberto Sofredini (direção de Jairo Maciel); Tiros na Broadway , roteiro Wood Allen, (direção Marcelo Braga). Dirigiu as encenações:O Sustento da Saudade. Documentário Cênico sobre o  Cemitério da Quarta Parada. Silêncio, por Favor – um documentário cênico acerca do precisa ser silenciado em hospitais, Encontro com Chico, Pelúcia: 07 propostas de opressão, textos autorais, A Patética perseguição de 4 pessoas sem culpa de nada, texto de Marcelo Soler, Aquele que diz sim e aquele que diz não, texto de Bertolt Brecht. Faz parte da Cia. Teatro documentário e neste grupo documentou e encenou “peças” de teatro documentário dentro das casas de diversos moradores de São Paulo, participou da criação e atuação do documentário cênico Pretérito imperfeito e Este Vasto Terço de nosso Belo Reino com direção de Marcelo Soler com apoio da lei de fomento ao teatro. Integrou por 8 anos o coletivo teatral Dolores Boca Aberta Mecatrônica de Artes, produziu o espetáculo Casa de Dolores e atuou na montagem de Sombras Dançam neste incêndio com texto e (direção de Luciano Carvalho). Com este coletivo montou A saga do menino diamante, uma ópera periférica espetáculo vencedor do premio Shell de teatro.

Endereço para acessar o CV na plataforma Lattes: http://lattes.cnpq.br/4716546797563875